quinta-feira, 26 de agosto de 2010

ele faz fotossíntese

O seu passo quando cai no caminho certo é a calda de uma carona na sua estrela favorita.
A dor é inevitável até mesmo quando sente prazer.
Sinta o sofrimento ele sempre aparece quando não se tem prazer.
É estranho, não acha?
Então venha sofrer.... mais uma vez por amor.
A cor que vou te presentear dentro da sua caixinha de giz de cera, é a minha favorita.
Aproveita para pintar o sol e o meu coração.
Os dois iluminam na mesma intensidade.
Todo mundo um dia tem que sofrer, pra aprender a amar.
Procura por minha mão, ela esta no seu ombro querendo te dizer o quanto oferece seus sentimentos, pela morte e vida do seu último filho mais querido.
Alguns sussuros e você permanece na minha falsa ilusão.
Descubra a senha e logo se perderá pelos caminhos que um dia você escolheu.
Aprenda a jogar, você que manipula a marionete que está presas aos seus dedos.
Então aproveite.
O fim se encontra na próxima curva, e como diria Cazuza :

"..viver é bom nas curvas da estrada, solidão que nada..."

Auíri Tiago, depois de uma breve temporada em hiato.

26 comentários:

maria disse...

Oiê, querido! Amei! *O fim se encontra na próxima curva! Bravo e sábio! Parabéns. Senti a sua falta, nem imagina o quanto. Até chorei. Aquilo que viu não é uma despedida, é uma lavagem do eu*
Auri, diga-me, por favor, eu estou seguindo o seu Blog como Maria, o que sou eu mesma; queria saber se vc segue o eu e daí, sem se mostrar. Porque apareceu mais alguém e fico louca quando não acho a pessoa. Você me responde, meu querido?
Beijos e até já!

Laura disse...

Retribuindo a visita...

Adorei o texto, me lembrou uma
letra do meu compositor preferido.

Volte sempre!

Laura disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Por que não consegue? Já viu todas as postagens!!!? E sempre consigo mais um dia mais.

"Não temos nada além do amor.
Não temos antes, princípio nem fim.
A alma grita e geme dentro de nós:
- Louco, é assim o amor.
Colhe-me, colhe-me, colhe-me!"

Rumi.

Beijos

Bandys disse...

Um texto belo e profundo, amei.
Cazuza foi um dos maiores poetas.
"Solidão que nada memo".

Deixo pra você Quintana:
Somos donos de nossos atos,
mas não donos de nossos sentimentos; Somos culpados pelo que fazemos, mas não somos culpados pelo que sentimos;
Podemos prometer atos, mas não podemos prometer sentimentos...
Atos são pássaros engailoados,
sentimentos são pássaros em vôo.

Mário Quintana

Seja bem vindo lá no meu cantinho

Bandys disse...

Um texto belo e profundo, amei.
Cazuza foi um dos maiores poetas.
"Solidão que nada memo".

Deixo pra você Quintana:
Somos donos de nossos atos,
mas não donos de nossos sentimentos; Somos culpados pelo que fazemos, mas não somos culpados pelo que sentimos;
Podemos prometer atos, mas não podemos prometer sentimentos...
Atos são pássaros engailoados,
sentimentos são pássaros em vôo.

Mário Quintana

Seja bem vindo lá no meu cantinho

Girl in Motion disse...

ainda bem que gostaste do texto ^^ blogue engraçado :D

● mariiliia . disse...

terá que ser num é ?
que belo .
qual é a musica dela ? :x

obrigada (:

Barbara disse...

Retribuindo a visita ao meu blog.
Suas palavras são lindas, sábias, iinteligentes e tão sinceras. ADOREI.

Priscila Mondschein disse...

Olá, moço! Adorei a sua visita!!!!
E também acho que devemos viver cada curva, cada trechinho desse caminho, o fim é logo ali... então, aproveitemos a paisagem ;)

Beijão!!!

Luna disse...

eu chorei sabe, não porque eu seja sensivel, é que comoveu em mim. aqui dentro. parece que foi pra mim que tu escreveu, especialmente.

sempre adoro quando alguem fala em cor, giz de cera pintar vida, sol, dor.

viver é bom, partida e chegada...

lembrei também da música..

"eu rasbico o sol que chuva apagou"

BEIJO, LINDA POSTAGEM DEPOIS DESSE HIATO. NÃO SUMA.

Laura disse...

Que lindo texto. A gente sempre aprende com a dor, e a dor sempre faz parte do amor.

Bjs*

Angelo A. P. Nascimento disse...

Forte, ritmado e ainda carrega toda a urgência das paixões.
Belo texto!
Abração em bom fds!

Ruby disse...

Muito poético, lindo! A parte da caixa de gis de ceraé um encanto de tão belo. O sofrimento é inevitávele traz sim ensinamento.

zierley jardim disse...

do sofrimento que impulsiona a vida.

Luna disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
L' disse...

Muito obrigada :D Gostei muito do blog e especialmente deste post :b Vou seguir :D beijinho *

Pirulito que Bate-Bate disse...

Também gostei do texto, como todos os outros leitores! Para amar é preciso viver em uma situação sem medo de sofrer ou não, ou seja, temos sempre que embarcar na situação sem se perguntar se vai dar certo. As vezes não dá, mas e se dá e ganhamos uma bela história?

Dream_On disse...

'Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade...' bem assim mesmo, afinal até a solidão é também companhia.
Nu em pêlo e palavras.

Keep dreaming.
bjs.

Iana disse...

E eu amo estar aqui...

Sempre bem disposto...

"O fim se encontra na próxima curva"
sabias palavras já dizia o "Grande" Cazuza!

Beijinhos doces da rosa amiga
Iana!!!

● mf ● disse...

obrigada , bom blog (:

Luna disse...

http://entrenaminhadanca.blogspot.com/2010/08/my-song-for-you_7942.html

for you.

Luna disse...

ei, foi lindo o que eu li lá no blog.
lindo.lindo. lindo.

beijo em ti.

Ellen Azevedo disse...

'Aproveita para pintar o sol e o meu coração' Adorei o post e o blog!

Natália disse...

Da solidão quero distância! bj

Pirulito que Bate-Bate disse...

Quero post novo! Haha =)