domingo, 17 de julho de 2011

um fio de maravilha

E quando o final, não é aquele que você escreveu?
Disfarça a sua atenção em mim...
Nós dois somos cúmplices.
Você vem sempre por aqui?
É uma boa pergunta para começar um história, não acha?
Enrola esse cachecol durante a minha estação preferida.
E conta essa história de trás pra frente.
Enquanto o mundo dorme, a gente faz a noite derreter.
Brincar com a minhas terceiras intenções é soprar um segredo no ouvido de alguém.
Você foi dormir e esqueceu de me responder.
Posso ficar aqui do seu lado.
E quando acordar, não estarei mais.
Eu, etiqueta viro marca maravilha.
Tudo que se separa.
Fica apenas na lembrança...

5 comentários:

zierley jardim disse...

um pouco de amor
e um tanto de amor!

Brenda.K disse...

lindo!
fiquei encantada com o blog.

Lauro Sérgio disse...

Parabéns companheiro! Sua poesia é realmente encantadora!

Anônimo disse...

Amigooo, lindooo!!

Bjs>Flá

Hilda disse...

Auíri, vc manda muito bem nas palavras! bjos