segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Qualquer besteira

Foi ali mesmo na sede da vontade.
Os olhos dela brilhavam, pediam tesão.
Os meus só queria atender ao pedido.
Ainda me lembro como se fosse agora.
Eu me desabotoei, tirei as calças, fixando o olhar nela, sem medo, sem pudor.
Ela tirou a calcinha jogou pro lado e me beijou.
Me beijou com aquela boca tão pequena, todo nela me cabia.
Engolido por desejos...
Levantei o vestido e ela veio a mim.
Como luz para o escuro.
Um de frente para o outro, só nos dois e o suor.
Passamos as pernas na rede e nos deitamos.
Ela em cima de mim com as partes ofertadas.
Me mostrando como veio ao mundo.
E eu jorrado de gozo.
Eu extasiado, apalpava a penugem de seda e recomeçava.
Virei por cima já metido dentro dela.
Deliramos, navegamos, voamos, cavalgamos, saciamos?
Não.
Nunca.
jamais.
Dela não. Meu desejo por ela não tem fim.
Entesado outra vez, sempre querendo mais.
Estendi a mão para toca lá.
Quando dei por mim, estava ali sozinho, com pensamentos soltos mais uma vez......

Tem alguém ai?


Auíri Tiago

18 comentários:

Marcela' disse...

Pra ninguém achar que amor e desejo não existem juntos para sempre..
Baci!

tossan disse...

Amor é amor... Poesia se faz assim! Bela! Gostei muito! Abraço

Kari disse...

Um poema?
Um conto?

Uma mistura gostosa de ler...

Um desejo...
HUM!!!!!!

Beijo!

Mires disse...

o amor e a paixão [juntos] são tão incríveis...
que não dá nem pra dissociar realidade de sonho...
o desejo assume o comando...
a racionalidade já nem existe...
somente as emoções, os corpos e as vontades insaciáveis...


;*

Brunas F. disse...

Realmente fiquei em duvida se foi uma poesia ou um conto...de qualquer forma é bem intenso e naturalmente bom de se ler.

Bjo ;)

Suelyn Morais disse...

Hum, foi profundo!
Adorei.

:D

BeijoooO

. fina flor . disse...

acontece, rs*.... mas é tão bom imaginar isso tudo, não?

beijos, querido e boa semana

MM.

Carolina; respira-me disse...

Delicioso de ler! Até relí, parece música. Você anda muito musical ultimamente viu?
Me diz qual é a mulher que não gosta de ler coisas assim...? Lemos com todo prazer e ainda nos imaginamos!

Beeeijos um ótimo resto de semana para você!
:*

Wolf_Angel disse...

seus despudores são cativantes e, acredite, inocentes.
eu estou aqui, desde que vc tbm esteja.
sopros
=*

Amoreena... disse...

O despertar é sempre frustrante... Por vezes desejei viver em sonhos como os teus.

Infelizmente, só existem pesadelos para mim agora.

Abraços!

(E combater a fome não dá lucro, há muito o ser humano tornou-se máquina da mesquinharia)

Hariane disse...

Intenso e sem pudores!

Gostei bastante!

Bj

Bárbara Reis. disse...

aaah, sensualismo doce.
belas palavras, lindo texto como sempre. ^^

andei meio sumida, mas espero voltar a vida da blogolandia.
beeeijos, te adoro!

Mila SJ disse...

Um conto intenso com palavras bastante poéticas.
Uma harmonia perfeita.
Gostei muito viu?!

Beijos

Thyago David. disse...

Não levei muita fé no 'não', 'nunca'.
Ta escondendo alguma coisa.
kkkk

To aqui.
Abraço.

Maria disse...

"Dela não. Meu desejo por ela não tem fim." Mas bem que ela deveria estar, para provar tal paixão e tal certeza...

^^

Beijos doces

Psicodellicuss Girl disse...

Nossa.. lindo!
Provocante e ao mesmo tempo doce e suave.

Beijos!

Ju disse...

literariamente orgástico!
beijos
: )

Cristal disse...

Hummm, acho que toda mulher deseja ter alguém que a deseje sempre... Aliás, pra mim, o que mais me enlouquece é ver o desejo no olhos do meu parceiro...