quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Cotidiano


Sinto um frio na barriga.

Gastando todas as horas que me foi colocada no meu
banco de horas. Começo a segunda querendo dormir
mais, querendo amar mais...Vou subornando todos
aqueles que acham que um dia me fizeram de idiota.
E pela terceira vez acordo na terça dentro do
quarto e me confundo com a quarta, tantos dias
tantas horas. Pessoas passando, olhares travados.E
os significados se confundem com os significantes.
Hoje já é quinta e não sei mais o que fazer.
Tantos interesses e interessados, bandos de
interessantes e interesseiros. As idéis vão e vem.
E eu sigo adiante...Vou levando porre da vida e
vou mostrando como sou. Minha ficção é projetada
na minha mente como num futuro e assim eu chamo
meus pensamentos e ilusões e vou me entregando a
eles. Os pensamentos são livres. Eles vão e vem.
Agarra quem pesca uma flor guardada nessa grande
atmosfera de aprisionados.Jogo o lixo na cesta,
que maravilha hoje é sexta feira, dia de
amar....(todos os dias são de amar, na verdade).
Meu lado obscuro pede um copo de água. Olho a
televisão e vejo o mar engolindo o universo nessa
imensidão azul que chamamos de Terra. Me projeto
no sábado. A semana está acabando e os meus
desejos são os mesmo, as perguntas as mesmas e a
resposta é a salvação!(o que será a
salvação?Eu?Você?O fim?). Corro no espaço e acordo
no domingo...Olho na janela e encontro a garantia
da felicidade no clubinho da esquina, algumas
prosas lançadas, experimento o mundo e pago o
preço. É fácil aceitar as intenções quando são de
graça! A liberdade é sedutora. Me arrisco caminhar
mais uma vez e a minha pretensão me persegue junto
com a espontaneidade sou refém das minhas amantes.
Quando elas descobrem. Durmo e acordo de novo!

Sinto um frio na barriga.
Será que é o medo de mais uma semana?

Talvez nos encontramos por ai!


Auíri Tiago

23 comentários:

Nah disse...

a mesmice do dia-a-dia sempre rendem excelentes textos!

Cada domingo que se inicia é um ciclo novo em nossas vidas (a semana pode ter os dias iguais, mas somos nós que os tornamos especiais, certo?).

Adorei o texto!


*bjoO!
=]

Mires disse...

"E os significados se confundem com os significantes."

Cada vez que acordo e durmo, durmo e acordo, tenho a impressão de que esse trecho faz sentido...

O medo e a expectativa...o frio na barriga... são constantes todos os dias, semanas... e por toda a vida!

;*
Adoro passar por aqui!

eloiza disse...

´´A liberdade é sedutora´´

sabe onde me axar ne?
talvez naquele cubículo mesmo!

Bárbara Reis. disse...

aaaaah, cada vez mais, mais lindas palavras.
^^

Andressa Ribeiro disse...

A vida não continua, mas apenas recomeça

Brunas F. disse...

nss q lindo *.* não importa o dia da semana,todo dia é dia de fazermos algo por nós mesmos...

Amei o texto

Bjo ;)

Cláudia I, Vetter disse...

''...esperamos que um dia nossas vidas possam se encontrar...''

;)

Thyago David. disse...

Muito bom texto rpz,
o medo realemte é frequente,
o frio na barriga então. kkk

mas continue a arriscar,
durma e acorde, de novo!
Abraço.

Psicodellicuss Girl disse...

Sempre começo da mesma forma, querendo dormir mais.
A rotina é algo que sempre parece ser tão chata, mas deveríamos aprender a analisá-la de outra forma afinal ela é completamente a nossa vida.
"Todos os dia são de amar". Adorei!

kelly disse...

eu sentia frio na barriga antes a cada segunda feira, ms acho que as semanas estao passando tao rápido que nem da mais tempo de ficar se lamentando pq começou tudo de novo hauhduhu as sextas chegam numa velocidade absurda... xp bJx t_+

Leti * disse...

Ainda bem que existe o frio na barriga! :)


Beijos, Au.

Joana disse...

Você é um absurdo! Sempre me deixa boba lembro o que escreve...
Gênial!

Bella disse...

Achei que eu era a única que escrevia coisas aparentemente sem sentido sobre a rotina do dia-dia...rsr adorei teu texto!

Kari disse...

Adorei!
É a chamada rotina, né?
A gente dorme e sempre acorda fazendo as mesmas coisas, da mesma forma...
Amando ou ainda odiando. Querendo ou não querendo mais...

Beijos

Carolina; respira-me disse...

Tiago! Que texto lindo! Fiquei lendo e relendo, ele parece até cantar de tanto que soa bem...
Por que sumiu?
Volte logo!

Beijos! :**

.!.A. Freitas.!. disse...

Acho que o pior dia mesmo é segunda...pq nela que começa todas as perguntas...

=]

beijo

Marcella Castro disse...

Adorei o texto! O medo do que nos espera é normal, mas o que não se pode fazer é se entregar ao mesmo. Acorde todos os dias como se cada um deles fosse uma renovação para vc, uma nova forma de enxergar as coisas.
Beijo!

Isa disse...

Para você eu trouxe minha caixinha de chocolate...
Beijo.
isa.

Marcela' disse...

Eu sou do tipo que se corroi por dia, vendo cada dia como uma nova fase, por mais giuais que as vezes eles sejam!
adorei seu texto :)
baci.

Flávia disse...

E assim damos rumo às nossas vidas,tomando porrada,batendo,crucificando e aprendendo com os dias iguais.No final de tudo percebemos que não são nada iguais,porém aquilo tudo que parecia rotineiro,nos levou a algum caminho,a um estágio mais elevado das nossas mentes.

Pelos caminhos da vida. disse...

Obrigado pela sua visita.

O selo da "Proximidade" esta esperando vc la.

beijooo

Siento que me miran de cerca disse...

Sim, a liberdade é sedutora, e por muitas vezes nos faz sentir um certo frio na barriga ou borboletas no estômago.

Beijo.

Cristal disse...

Nunca vi ninguém contar a sua semana dessa forma. Adorei amigo...